Este artigo investiga como Fichte elabora sua antropologia em Jena com o intuito de resolver a questão levantada por Rousseau sobre a ambivalência do processo de civilização. A solução fichteana carateriza-se pela tentativa de conceber um equilíbrio dinâmico entre natureza e liberdade que se realizaria com a educação [Bildung] em vista de um progresso moral na esteira de Kant. Nesta perspectiva e com base no entendimento de Koselleck da Perfectibilidade, o artigo ilustra como as categorias das Pulsões e do Esforço permitem um avanço na concepção do homem como ser histórico, inaugurada por Rousseau no Segundo Discurso.

This paper highlights how Fichte develops his anthropology by trying to solve the fundamental question raised by Rousseau about the ambivalence of modern civilization process. Fichte’s solution consists in conceiving a dynamic balance between nature and freedom that would be achieved in education within the horizon of moral progress in the wake of Kant. Based on Koselleck's understanding of Perfectibility, this article shows how Fichte’s conception of drives and efforts allows an advance in the conception of man as a historical being, inaugurated by Rousseau in the Second Discourse.

Da Perfectibilité à Bildsamkeit. A ascendência rousseauniana da antropologia de Fichte [From Perfectibility to Formability. The Rousseaunian Ancestry of Fichte’s Antropology]

Matteo Vincenzo, d'Alfonso
2020

Abstract

Este artigo investiga como Fichte elabora sua antropologia em Jena com o intuito de resolver a questão levantada por Rousseau sobre a ambivalência do processo de civilização. A solução fichteana carateriza-se pela tentativa de conceber um equilíbrio dinâmico entre natureza e liberdade que se realizaria com a educação [Bildung] em vista de um progresso moral na esteira de Kant. Nesta perspectiva e com base no entendimento de Koselleck da Perfectibilidade, o artigo ilustra como as categorias das Pulsões e do Esforço permitem um avanço na concepção do homem como ser histórico, inaugurada por Rousseau no Segundo Discurso.
Rampazzo Bazzan, Marco; D'Alfonso, Matteo Vincenzo
File in questo prodotto:
File Dimensione Formato  
168832-Texto do artigo-434853-1-10-20200915.pdf

accesso aperto

Descrizione: versione editoriale
Tipologia: Full text (versione editoriale)
Licenza: Creative commons
Dimensione 278.52 kB
Formato Adobe PDF
278.52 kB Adobe PDF Visualizza/Apri

I documenti in IRIS sono protetti da copyright e tutti i diritti sono riservati, salvo diversa indicazione.

Utilizza questo identificativo per citare o creare un link a questo documento: http://hdl.handle.net/11392/2429404
Citazioni
  • ???jsp.display-item.citation.pmc??? ND
  • Scopus ND
  • ???jsp.display-item.citation.isi??? ND
social impact